Anfitrião da seleção na França, Neymar muda de ares em meio a polêmicas no PSG

Jogador mais caro da história, Neymar elevou o patamar do Paris Saint-Germain e do Campeonato Francês desde que chegou ao novo clube em agosto. Esta semana, o camisa dez será o principal anfitrião da seleção brasileira na França, para o amistoso contra o Japão, que será disputado na sexta-feira, na cidade de Lille. Mas nesses três primeiros meses em sua nova casa, além de ser a grande estrela da equipe e ser adorado pelos torcedores, o atacante também esteve envolvido em polêmicas, especulações e notícias de insatisfação.

Nos próximos dias, Neymar mudará momentaneamente de ares e estará ao lado de companheiros que o conhecem bem e de um treinador com quem tem ótima relação. O jogador já fez elogios públicos a Tite, dizendo que o considera o melhor treinador com quem já trabalhou. Em sintonia, o comandante da seleção também já exaltou o grande astro do time e teve conversas para deixá-lo confortável como um dos líderes do Brasil.

Neymar se apresenta à seleção brasileira junto com a maior parte da delegação nesta segunda-feira, em Paris, onde a equipe vai treinar durante três dias antes de viajar na quarta à noite para Lille. Para saber se terá condições de atuar, o atacante ainda será avaliado pelos médicos por causa de um edema na coxa esquerda que o deixou fora do jogo contra o Angers, vitória por 5 a 0, no último sábado. Além dele, os zagueiros Thiago Silva e Marquinhos e o lateral Daniel Alves serão outros jogadores do PSG convocados para os dois últimos amistosos de 2017, mas é o camisa dez mesmo o grande foco das atenções na capital francesa.

Dentro de campo, o desempenho de Neymar neste início de temporada está fazendo valer os 222 milhões de euros (R$ 834,5 milhões) que o Paris Saint-Germain pagou para tirá-lo do Barcelona. Fora das quatro linhas, no entanto, nem tudo correu em paz. A principal polêmica foi a discussão com o uruguaio Cavani sobre quem bateria os pênaltis do time. Depois do problema, o brasileiro bateu a única penalidade máxima a favor do PSG até o momento, desbancando o antigo cobrador oficial. O técnico Unai Emery ainda não anunciou quem será o responsável pelas cobranças daqui para frente ou se haverá um revezamento, postura que desagrada a Neymar.

E por falar em Unai, o descontentamento do camisa dez vai mais longe, chegando ao método de trabalho do técnico espanhol. De acordo com matéria publicada pelo portal “UOL”, o jogador está incomodado com os vídeos de ensinamentos táticos exibidos pelo treinador, considerados muito longos, apesar de nunca ter manifestado publicamente essa insatisfação.

Há duas semanas, Neymar ainda teria se desentendido com Unai Emery porque não queria ser poupado de um treinamento, após a vitória sobre o Anderlecht por 4 a 0, na Bélgica, pela Champions League. O jornal francês “Le Parisien” também citou os problemas de relacionamento entre os dois. Unai, porém, negou qualquer desavença, defendeu Neymar de críticas e disse que o atacante ainda vai evoluir taticamente. A imprensa francesa e espanhola já publicaram especulações da “infelicidade” da estrela brasileira em Paris, rumores que por enquanto não foram confirmados.

Os privilégios de Neymar no Paris Saint-Germain fazem parte do projeto do jogador para conquistar o prêmio de melhor do mundo pela primeira vez, além da busca de levar o clube ao inédito título da Champions. Para atingir o objetivo individual, o desempenho do craque com a camisa da seleção brasileira também deve ser considerado, e nada melhor do que ao lado de companheiros e comissão técnica por quem ele se sente acolhido para se sentir realmente em casa.

Depois do amistoso contra o Japão, na sexta-feira às 10h (horário de Brasília), em Lille, a seleção ainda vai enfrentar a Inglaterra, na terça-feira dia 14 de novembro, no estádio de Wembley, em Londres.

Share This:

Deixe uma resposta